Saiba como funcionam os leilões de seguradoras.
BUSCA

CONSÓRCIO DE MOTOS

SITES ÚTEIS

Leilão de Seguradoras

Leiloar um bem é muito comum nos dias atuais, já que se pode colocar à venda em leilão quase tudo desde joias até imóveis e veículos como motos e carros. No caso dos veículos, por exemplo, o mais comum é encontrarmos órgãos do DETRAN que realizam leilões de carros e motos em seus estados. No entanto, as seguradoras também passaram a investir em leilões. Mas, como são estes leilões de seguradoras?

As seguradoras de veículos também costumam enviar carros e motos para leilões porque precisam desocupar os espaços que são ocupados por veículos que foram, por exemplo, furtados ou sofreram sinistro, tendo sido posteriormente recuperados pelas seguradoras. Assim, para desafogar depósitos ou lojas das seguradoras, os veículos vão a leilão. Desta forma, a seguradora diminui o seu prejuízo, pois há sempre interessados em leilão de motos ou carros.

O leilão de seguradora RJ é um dos mais ativos, assim como o leilão de seguradora SP, já que, infelizmente, o número de acidentes nas estradas e o de furtos ainda é muito grande nestas duas principais cidades brasileiras. Por isso, quando uma moto é recuperada, ela pode ir a leilão.

Leilões em Geral

Como foi mencionado anteriormente, o DETRAN de cada estado realiza periodicamente leilões ao longo do ano. Muitas pessoas se interessam por esses leilões e, por isso, programam uma vistoria aos veículos que estão à venda. Essa vistoria é importante, já que é preciso conferir as reais condições do veículo, como pintura, motor, freios, pneus, etc. Afinal, você estará ofertando um lance e terá de ter uma noção do real estado do veículo, pois se o interessado na compra de uma moto, por exemplo, fizer um lance e arrematar o veículo, ele não poderá mais voltar atrás, ou seja, uma vez arrematada a moto, não é mais possível desfazer o negócio.

Diversos sites de leiloeiros também informam sobre leilão de motos e de outros veículos, como carros. Mas, para que você saiba quando e onde será realizado o leilão, basta acessar o site periodicamente. Outra forma de ficar sabendo sobre leilões de seguradoras é através de jornais de grande circulação e revistas que trazem cadernos especiais sobre motos e carros. Lembre-se ainda que muitos leilões aceitam lances online, porém a presença do comprador ainda é muito grande, e, por isso, o leilão presencial ainda é muito forte no país.

Outra dica importante para quem vai arrematar uma moto em leilão de seguradoras é saber que o pagamento é à vista, mediante dinheiro ou cheque caução, e que não há qualquer parcelamento no valor total do bem arrematado. No ato da compra, deve ser feito um pagamento de 20% do valor do lance. E, até dois dias após o leilão, o restante do pagamento deverá ser efetuado. Por isso, se for participar de um leilão tenha a certeza de que irá dispor do dinheiro no dia do arremate da moto.